Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Módulo criminal: PJe vai otimizar e melhorar prestação de serviços

 Com a implantação do módulo criminal do Processo Judicial Eletrônico (PJe) nas cinco varas criminais e no Juizado Especial da Comarca de Rondonópolis, o Poder Judiciário de Mato Grosso mantém a consolidação da ferramenta para a melhoria da prestação dos serviços oferecidos à população. O propósito é tornar a justiça estadual 100% digital este ano e mesmo em meio ao teletrabalho, o cronograma de expansão da ferramenta segue como esperado.   Na Segunda Vara Criminal de Rondonópolis são 1665 processos em trâmite. A juíza Aline Luciane Ribeiro Viana Quinto Bissoni diz que já trabalhou com o módulo cível quando atuava em outra unidade judiciária e disse que o PJe é um sistema que facilita muito o acesso das partes. Agora, a expectativa, dela e de sua equipe, é a melhor possível com a tramitação eletrônica dos processos.   Como os trabalhos estão sendo feitos em homeoffice, a magistrada conta que precisam scanear os processos para enviar às partes para as audiências, já que cada uma realiza as mesma de sua casa ou do seu local de trabalho.   “Mandamos por email os processos para advogado, promotor e defensor para que todos tenham acesso aos autos. No PJe não vai ter essa necessidade porque ele é o próprio processo eletrônico. Vai ter muito mais celeridade, efetividade, em que todos podem trabalhar remotamente de forma satisfatória. Tudo é feito diretamente no sistema. Economiza muito tempo, dinheiro público e acredito que vai otimizar o nosso trabalho”, afirma.   No Segundo Juizado Especial tramitam mais de quatro mil processos na área cível (apenas 25 físicos) e cerca de 1300 criminais. Agora, com a implantação do módulo criminal, os processos novos passarão a ser distribuídos, na forma eletrônica.   A juíza titular, Tatyana Lopes de Araújo Borges também diz que as expectativas são as melhores. “Estamos bem felizes com a implantação do PJe criminal no Juizado Especial, pois vai possibilitar a tramitação mais célere dos processos, principalmente agora em razão da pandemia em que nosso acesso é restrito ao fórum. Essa é mais uma grande vitória do nosso Poder Judiciário. O cidadão sai ganhando com a prestação jurisdicional mais célere”,   A implantação do módulo criminal nessas unidades ocorreu nessa segunda-feira (22 de junho).   Na próxima segunda-feira (29) o PJe (cível e criminal) vai ser implantado nas Varas Especializadas da Infância e Juventude das Comarcas de Cuiabá e Várzea Grande e também nas cinco varas cíveis, duas criminais e no Cejusc da Comarca de Tangará da Serra.   Das 335 unidades judiciárias de todo o Estado, 303 já contam com o PJe. Ao todo, na Primeira Instância, são 910.139 processos, sendo 547.134 eletrônicos e 363.005 físicos.      
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia